Homem negro detido no RS após facada diz que se sentiu 'um saco de lixo'; caso é investigado

  • 19/02/2024
(Foto: Reprodução)
Polícia Civil e Brigada Militar (BM) trabalham no caso caso, que aconteceu no sábado (17). Em entrevista à RBS TV, Éverton contou que, enquanto foi jogado contra a parede e algemado pela polícia, suposto agressor teve tratamento diferente. Homem negro é ferido com faca e acaba detido em Porto Alegre Everton Henrique Goandete da Silva, motoboy negro de 40 anos detido pela Brigada Militar (BM) após briga com um homem branco no último sábado (17) em Porto Alegre, diz que se sentiu "um saco de lixo" durante a ação da polícia (veja o vídeo acima). Ele conversou com a RBS TV na manhã desta segunda-feira (19). 📲 Acesse o canal do g1 RS no WhatsApp "Tinha que pegar o indivíduo e, como ele (o policial) me pegou, fazer igual. Só que eles não fizeram isso daí. Foram para cima de mim como se eu fosse um saco de lixo. E eu não sou um saco de lixo. Eu sou um trabalhador como todo mundo que tem nessa rua, na rua de lá, na Zona Norte, Zona Sul, em todos os lugares", afirmou Everton. Everton Henrique Goandete da Silva, motoboy negro detido pela polícia após ser agredido com golpe de faca em Porto Alegre RBS TV/Reprodução A Polícia Civil investiga o caso, que aconteceu em uma rua do bairro Rio Branco. Segundo Everton, o local onde ele estava é um ponto onde motoboys por costume aguardam até serem notificados para fazer delivery de comida. Ele teria sido agredido pelo homem, que é morador de um imóvel na rua, enquanto esperava. "Estão falando que eu discuti com ele. Ele apareceu do nada e me desferiu o golpe de faca. Então, não houve uma discussão. Eu estava sentado. Nós (os motoboys) temos um grupo de WhatsApp de delivery de comida. No caso, a maioria dos motoboys ficam por ali. Do nada, o senhor ali apareceu com um canivete. Foi de surpresa. Só falou uma coisa. Quando vê, ele já vem com o canivete me esfaqueando", relembra Everton. Testemunhas gravaram vídeos da briga entre os dois, que discutiam. Elas contam que o homem teria atingido o motoboy na região do pescoço com o canivete, o que causou ferimentos leves. A BM chegou ao local depois disso. "Chamaram a polícia. Ele (o homem branco) já foi como se nada tivesse acontecido. (Como se) eu que fiz o dano para ele, mas ele que fez o dano para mim. E, nesse meio tempo, eu comecei a falar: 'pega a faca e faz na frente deles aí, se o senhor é homem. Então, o senhor pega e faz'. Isso aí foi o que e comecei a falar", descreve Everton. "O brigadiano vem querer me revistar. [Mas] não tem porquê me revistar. [O policial] me jogou contra a parede. Começou a falar coisas no meu ouvido para me deixar mais irritado. E foi assim, como está em todos os vídeos. Tem pessoas que estão falando mal de mim, mas elas não estavam no exato momento, elas não passaram o que eu passei. É isso aí que eu tenho para falar", conta. Os dois foram encaminhados para uma delegacia e liberados após o registro da ocorrência. A diferença no tratamento aos envolvidos motivou um protesto de motoboys no domingo (18) e também repercutiu nas redes sociais (saiba mais abaixo). A BM abriu uma sindicância para apurar a conduta dos policiais e eles foram afastados do policiamento nas ruas (saiba mais abaixo). Já a Polícia Civil trabalha para entender o que causou o desentendimento entre o homem e Everton além de como aconteceu a suposta agressão. Homem negro é ferido com faca e acaba detido em Porto Alegre Reprodução/Nietzsche4speed Diferença na abordagem dos envolvidos Vídeos mostraram o que aconteceu instantes após a BM chegar ao local. Everton foi algemado e levado para perto de uma viatura. O homem branco aparece ao fundo da imagens, conversando com duas policiais. Em seguida, caminha em direção a um prédio e entra. Everton é colocado no porta-malas da viatura. Algum tempo depois, o homem branco aparece de novo, agora vestindo uma camiseta. Ele é algemado e colocado no banco traseiro de outra viatura. A Secretaria da Segurança Pública (SSP) e a Brigada Militar (BM) afirmaram, em nota, que os dois homens envolvidos na ocorrência de vias de fato foram levados a uma delegacia para prestar esclarecimentos. A BM registrou boletim de ocorrência por lesão corporal, com as versões dos dois homens envolvidos no caso. Já Everton registrou boletim de ocorrência por abuso de autoridade, em função da conduta da BM. Afastamento do policiamento nas ruas Os quatro policiais militares envolvidos na abordagem de Everton foram afastados do policiamento nas ruas enquanto as suas condutas são apuradas pela BM. O advogado Fabio Silveira Rodrigues, que representa dois dos quatro, disse, por meio de nota, que "vai acompanhar atentamente a apuração dos fatos, para que a avaliação observe todos os matizes envolvidos, sem que a questão noticiada sobressaia sobre a técnica empregada". "Evidentemente que a Corporação precisa proceder essa avaliação com responsabilidade e proporcionalidade, evitando o exacerbamento dos ânimos e apurando com imparcialidade todo o ocorrido", diz a nota. VÍDEOS: Tudo sobre o RS "

FONTE: https://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2024/02/19/homem-negro-detido-no-rs-apos-facada-diz-que-se-sentiu-um-saco-de-lixo-caso-e-investigado.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Top 5

top1
1. Canudinho

Gusttavo Lina, Ana Castela

top2
2. Barulho do Foguete

Zé Neto e Cristiano

top3
3. Solteiro Forçado

Ana Castela

top4
4. Leão

Marilia Mendonça

top5
5. Mala dos Porta-mala

Gusttavo Lima

Anunciantes